60416

Suspeito de matar crianças confessa ter violentado irmã e cadeirante

O adolescente de 13 anos de idade apreendido nesta quinta-feira (12) por suspeita de envolvimento na morte de dois irmãos, de 8 e 9 anos, em Cáceres, região do pantanal de Mato Grosso, confessou à polícia já ter estuprado ao menos outras três pessoas. Uma delas seria a própria irmã, também envolvida no assassinato das vítimas, um cadeirante e outro morador da cidade. De acordo com a delegada Mariel Antonini Dias, responsável pelo caso, o menor foi transferido para um centro socioeducativo da região por conta da comoção da população e para evitar linchamento.

A delegada informou que a confissão foi feita pelo menor quando ele relatava a participação na morte das crianças, que também contou com o envolvimento de outras três pessoas: a irmã dele, uma jovem de 19 anos e o namorado dela, de 15 anos, que é primo das vítimas e considerado pela polícia o mentor do duplo homicídio e ocultação dos cadáveres.

O caso tem gerado muita repercussão no município pelos requintes de crueldade praticados pelo grupo. A delegada Mariel Antonini Dias disse que os dois garotos estavam drogados quando mataram os irmãos. Contudo, ressaltou que o inquérito ainda não foi finalizado apesar de não haver informações da participação de outros suspeitos.

Os menores e as vítimas eram vizinhos e moravam na mesma rua, no bairro da Empa, área periférica de Cáceres. O assassinato ocorreu a menos de 1 km da residência delas e todos os envolvidos, segundo a polícia, confessaram envolvimento no crime.

Atraídos pelo primo de 15 anos, as duas crianças e o irmão delas, de 7 anos, foram tomar banho no Rio Paraguai juntamente com as meninas (de 11 e 19 anos). Naquele momento, os vítimas foram afogadas e, depois de mortas, os dois adolescentes praticaram sexo com os corpos. Enquanto isso, as garotas seguravam o menino de sete anos, que depois consegui escapar e fugiu.

Uma das crianças mortas foi esquartejada. “A outra vítima só não foi [esquartejada] porque eles ficaram com medo de aparecer alguém”, disse a delegada. O menor de 15 anos também tem registro policial por furto.

Entenda o caso
Quando o primeiro corpo foi encontrado, na quinta-feira (5), um dia depois do crime, o caso estava sendo tratado como afogamento. O corpo do garoto de 9 anos estava com uma marca roxa no pescoço, mas o laudo constatou que a morte havia sido causada por afogamento. Já o segundo corpo foi localizado no sábado (7). A cabeça, um braço e uma perna haviam sido arrancados.

No mesmo dia, o pai dos meninos levou o terceiro filho de sete anos até a delegacia, onde a criança detalhou cenas dos crimes e descreveu as roupas do autor, o adolescente de 15 anos. O menor foi preso e encaminhado ao Centro Socioeducativo de Cáceres.

O crime, conforme relatos do adolescente à polícia, foi cometido para se vingar do tio dele, pai dos meninos. Ele contou que quando era criança o tio brigou com ele e o teria agredido, provocando um corte na cabeça dele.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email