43541

Simulação de bomba em shopping mobiliza até helicóptero em Cuiabá

Uma simulação realizada no Shopping Pantanal, na Avenida Historiador Rubens de Mendonça, em Cuiabá, mobilizou equipes ambulâncias e até mesmo um helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer). Numa encenação 'surpresa', na manhã desta quarta-feira (11), visando preparar a polícia para atuar em eventuais ocorrências de risco durante a Copa de 2014,  a polícia 'conseguiu prender uma quadrilha que explodiu um caixa eletrônico que fica dentro do shopping'.

O trabalho mobilizou pelo menos 100 pessoas, entre elas atores e policiais, que simulam estar feridos durante a explosão do artefato. “O objetivo é prestar um serviço melhor à população para grandes eventos, como a Copa do Mundo, principalmente por causa do alto número de explosões de caixas eletrônicos no estado”, disse o tenente coronel da Polícia Militar, Paulo Serbija.

A simulação começou às 10h, sem nenhum aviso prévio aos clientes e funcionários que estavam no local para o trabalho não fosse prejudicado, e encerrou às 11h30 (horário de Mato Grosso). “Ninguém foi avisado porque se fosse um assalto, ninguém ficaria sabendo”, afirmou Serbija. Desse modo, os clientes que estavam no shopping não puderam sair e os que pretendiam entrar também não puderam.

Sem saber da simulação, uma funcionária de uma loja de eletrodomésticos chegou a passar mal e foi socorrida por colegas. Ela foi levada para outro local em uma cadeira de rodas após um desmaio.

O helicóptero do Ciopaer foi utilizado para locomover uma pessoa que simulou ser vítima da explosão no caixa eletrônico. As outras foram levadas para o hospital por ambulâncias, com Unidades de Terapias Intensivas (UTI). 

Na simulação, o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) recebeu a informação de que uma quadrilha composta por quatro homens estavam assaltando o caixa eletrônico. O Ciosp então acionou equipes do Batalhão de Operação Especiais (Bope), Grupo de Operações Especiais da Polícia Civil (GOE), Corpo de Bombeiros Militar, Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e Politec.

Os integrantes da quadrilha chegaram em um veículo de cor branca. Um dos suspeitos entrou com uma bolsa, a deixou perto do caixa e se afastou do local. Em seguida, outros três chegaram para ajudar o comparsa. Após as equipes chegarem ao local, os quatro foram presos. Tudo fez parte da simulação.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email