47724

Professores municipais de Várzea Grande (MT) entram em greve

Alunos da rede municipal de ensino de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, não terão aula a partir dessa terça-feira (22). O servidores do ensino municipal declararam greve por tempo indeterminado, pois de acordo com Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Várzea Grande (Sintep-VG), a prefeitura não teria cumprido os acordos assinados nas paralisações anteriores. Segundo o Sintep, a rede municipal tem cerca de 23 mil alunos, 1.100 professores e 600 funcionários, divididos em 74 escolas. O número de adesão de grevistas e alunos afetados ainda deve ser divulgado.

As duas reivindicações da categoria são a aprovação do Plano de Cargo, Carreira e Salário (PCCS) com a atualização do piso salarial em 2013 e a revisão do enquadramento da Lei 3.505/2010 de cargos e salários de 2010. Os profissionais fazem protestos em Várzea Grande.

A assessoria do Sintep-VG ainda informou que uma comissão foi criada para discutir a criação de um rascunho de projeto de lei com uma proposta em relação ao PCCS. O sindicato afirma que esse rascunho já foi criado pela Secretaria Municipal de Educação (Seduc-VG), mas não foi apresentado à categoria para avaliação final.

A classe reivindica um calendário com as datas de envio desse rascunho à Câmara de Vereadores, sua aprovação e sanção. O secretário municipal de educação, Jonas da Silva, informou que as cobranças dos servidores já estão sendo atendidas. Dos 13 ítens apresentados em fevereiro, 11 teriam sido cumpridos, faltando apenas o reenquadramento e o PCCS, que também já foram encaminhados ao gabinete do prefeito de Várzea Grande.

A decisão da paralisação foi tomada durante assembleia geral da categoria, na escola Licínio Monteiro, na última quarta-feira (16). A assessoria do sindicato informou que piso salarial aplicado hoje ainda equivale ao ano de 2012. Cobram também a realização de um estudo imediato acerca dos valores retroativos à 2010 de cada servidor. E alegam que mais de mil profissionais não estariam enquadrados em um plano de cargos e salários. Atualmente, um professor recebe salário inicial de R$ 860 e os funcionários o equivalente a um salário mínimo, R$ 678.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email