42180

Professores de MT se reúnem com o governador e decidem rumo da greve

Os professores da rede estadual de ensino de Mato Grosso devem decidir nesta segunda-feira (2) se vão permanecer em greve. A paralisação já dura 21 dias e atinge 430 mil estudantes no estado. Na tarde desta segunda, o governador Silval Barbosa vai se reunir com representantes do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT), a partir das 14h, no Palácio Paiaguás, para disticutir a pauta de reivindicações e negociar o fim da greve.

A classe reivindica quatro pautas principais para realização de acordo. São elas: o reajuste salarial em 10,41%; inclusão da hora atividade para professores contratados; melhoria na estrutura das escolas; e a posse dos classificados no concurso de 2010. Na última reunião realizada com o Sintep, no dia 16, o governo apresentou um calendário para a posse de técnicos e apoio administrativo, além de mais 500 professores até novembro de 2013.

As outras pautas não tiveram propostas. “Avançamos pouco em relação à pauta apresentada”, declarou o presidente do Sintep, Henrique Lopes Nascimento. Os professores pedem também a destinação de 35% dos recursos estaduais para a educação. Essa é a segunda paralisação realizada pela classe neste ano, sendo que a primeira foi em abril e durou uma semana.

Contudo, o governador chegou a declarar que não negocia com grevistas. “Eu não discuto em greve. Eles estão discutindo com os secretários. Eu espero que haja um entendimento para eles voltarem”, declarou anteriormente à TV Centro América. Em todo o estado 80% das escolas estão com as atividades paralisadas, segundo o Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep).

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email