41567

Professores da rede estadual em greve acampam em frente à AL-MT

Grupos de professores da rede estadual de ensino acamparam na manhã desta quarta-feira (28) no gramado em frente da Assembleia Legislativa, em Cuiabá. A categoria está em greve desde o dia 12 de agosto e afeta 430 mil alunos, além de compor 36 mil profissionais em Mato Grosso. Os professores colocaram barracas e montaram um acampamento no local, além de fixarem cruzes no gramado.

O grupo também ocupou uma parte interna da assembleia. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT), a paralisação foi feita para reivindicar melhores condições de trabalho, a convocação dos classificados no último concurso público e ampliação de recursos na educação.

Nos 17 dias de greve os professores já fizeram diversos protestos nas principais avenidas e ruas de Cuiabá. A categoria chegou a fazer uma assembleia geral na tarde de segunda-feira (26), mas decidiu manter a greve por tempo indeterminado.

Outro lado
A Secretaria de Estado de Educação informou que não há nenhuma reunião prevista entre o governo e o sindicato. Afirmou também que o Governo está aberto para negociações com os grevistas. Além disso, a assessoria afirmou que está previstos a chamada de concursados e organização de um novo concurso.

O governador Silval Barbosa declarou que em seu governo, 8.600 profissionais foram efetivados na área de educação no estado. “De 2010 para cá eu repus toda a inflação que houve, mais 25,8% de ganho real na carreira dos servidores. Nunca se fez tanto na carreira dos servidores, nunca se chamou tanta gente em concurso como se chamou agora”, argumentou Silval.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email