33576

Polícia Federal procura deputado Donadon para efetuar prisão

A Polícia Federal iniciou a procura pelo deputado Natan Donadon (PMDB-RO), que teve a prisão determinada pelo Supremo Tribunal Federal na quarta. A busca da PF começou após o órgão receber o mandado da Justiça que ordena a prisão.

Donadon foi condenado em 2010 a 13 anos, 4 meses e 10 dias de prisão em regime fechado pelos crimes de peculato (crime praticado por funcionário público contra a administração) e formação de quadrilha, mas aguardava o julgamento dos recursos em liberdade. Nesta quarta o STF julgou os recursos e decidiu que o processo transitou em julgado, ou seja, terminou e não cabe mais nenhum recurso.

A Câmara dos Deputados também tenta encontrar Donadon desde a quarta-feira, sem sucesso. A Casa quer notificar o deputado sobre processo de cassação aberto contra ele na Comissão de COnstituição e Justiça. O processo na CCJ foi aberto após o Supremo Tribunal Federal ter determinado a prisão de Donadon.

Nesta quinta e na quarta, dia de abertura do processo, a Donadon não foi encontrado para a notificação. Segundo o relator do caso na comissão, deputado Sérgio Zveiter (PSD-RJ), sexta-feira será feita uma última tentativa de notificá-lo.

“A secretaria da CCJ já deixou avisado que amanhã as 10h estarão lá no gabinete para consolidar o fato de que ele foi procurado três vezes e não foi localizado”, explicou.

Passada a tentativa, a Câmara poderá publicar a notificação e então passa a ser contado um prazo de cinco sessões da CCJ para a defesa do parlamentar. Zveiter apresentará um relatório e os deputados votarão se Donadon continua como deputado ou se perderá o mandato. Se a CCJ votar pela cassação, o caso ainda vai para o plenário da Casa.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email