41842

Nível baixo de rio afeta atividade de pescadores em cidade de MT

O nível baixo do Rio Vermelho, em Rondonópolis, a 218 quilômetros de Cuiabá, afeta a atividade de pescadores da região. O nível do rio chegou a 1,30 metros, marca considerada perto da mais baixa registrada pela Agência Nacional de Águas (ANA): 1,28 metros, há dois anos.

De acordo com a Defesa Civil de Rondonópolis, se não chover nos próximos meses a marca pode chegar a 1,20 metros, sendo a mais baixa dos últimos tempos.  A última chuva que caiu em Rondonópolis foi há dois meses com apenas três milímetros de água. O problema também prejudica o abastecimento de água da cidade.

Os pescadores dizem que a quantidade de peixe diminuiu neste mês em consequência da temporada de tempo seco. O grupo também enfrenta problemas na navegação por conta do nível baixo. ''Da cabeceira até a altura do Pantanal está tudo seco. É a primeira vez, em 30 anos, que eu moro aqui e vejo o Rio Vermelho nessa situação'', disse o pescador Joel de Oliveira.

A categoria tenta buscar peixes em regiões mais distantes. Alguns pescadores viajam até cem quilômetros em busca de peixe. Em alguns trechos a situação é crítica e a profundidade não chega nem a um palmo. Alguns pescadores descem do barco e empurram a embarcação para seguir o trajeto, já que a areia acumulada não permite o tráfego.

Conforme os pescadores, o trecho mais crítico é no encontro da região do Ribeirão Arareau com o Rio Vermelho. Nesse local as embarcações não passam.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email