59670

Índios bloqueiam MT-170 e cobram pedágio para comprar remédios

Cerca de 150 índios da etnia Enawenê Nawê bloquearam trecho da MT-170, em Juína, a 737 km de Cuiabá, nesta segunda-feira (9). Eles cobram pedágio dos motoristas que passam pela ponte do Rio Juruena, na rodovia. Segundo o coordenador regional da Fundação Nacional do Índio (Funai), Antônio Carlos Ferreira de Aquino, a tribo alega que o posto de saúde construído na aldeia ainda não recebeu equipamentos para o devido funciobamento, como, por exemplo, maca e armários.

De acordo com o coordenador, a cobrança começou a ser feita na tarde deste domingo (8). Em conversa com representantes da tribo, os índios disseram, segundo Antônio, que vão liberar a passagem, sem a cobrança de pedágio, somente de ambulâncias e outros casos excepcionais. A taxa cobrada é de R$ 50 para motocicletas e R$ 100 para outros veículos.

Os índios também reivindicam medicamentos para o posto, que estariam em falta. O dinheiro arrecadado com o pedágio seria usado para a aquisição de remédios para a aldeia, conforme o coordenador. “Já notifiquei a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), mas ainda não me deram resposta. Até que isso ocorra, eles vão continuar com o pedágio”, adiantou Antônio.

A reportagem do G1 tentou entrar em contato com a Sesai, em Brasília, mas a assessoria de imprensa alegou que o responsável estava em horário de almoço. Desse modo, a equipe tentou manter contato com o coordenador de comunicação do órgão, Felipe Sampaio, mas ele não atendeu as ligações até o fechamento dessa reportagem.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email