32802

Manifestantes bloqueiam segundo acesso a estádio onde Brasil jogará

Parte dos manifestantes de Fortaleza caminha na tarde desta quarta-feira (19) na Avenida Paulino Rocha em direção ao estádio Castelão, onde a seleção brasileira enfrenta o México, às 16 horas. São quatro as princpais vias de acesso ao estádio e duas delas estão bloqueadas por manifestantes. Os acessos pela Avenida Dedé Brasil e Juscelino Kubitschek ainda estão liberados.

A Polícia Militar tem uma barreira montada na Avenida Paulino Rocha, em frente à Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente de Fortaleza (Seuma), que deve evitar o avanço da multidão, estimada em 25 mil pessoas, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Parte do grupo entrou em novo conflito com a policia.”Um pequeno grupo, de 1% de baderneiros, entraram em confronto, mas mantemos o controle. Vamos permanecer aqui até o final da manifestação. Houve uso de bombas de efeito moral apenas para manter o controle”, detalha coronel Cláudio Mendonça, que coordena a operação de contensão dos manifestantes.

Segundo Disraelli Brasil, gerente de operações da  Autarquia Municipal de Trânsito, o deslocamento dos ônibus especiais que levam os torcedores não está comprometido. Pela manhã, houve confronto na Avenida Alberto Craveiro, que também dá acesso ao Castelão e foi a primeira a ser tomada pelos manifestantes.

Um veículo da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), órgão de trânsito de Fortaleza, foi incendiado durante os protestos em Fortaleza na tarde desta quarta-feira. Segundo a Autarquia, ninguém ficou ferido. Os órgãos oficiais ainda não têm informações sobre o número de feridos no confronto.nício dos protestos

Eles participam do protesto desde 10 horas desta quarta-feira (19) de uma manifestação nos arredores da Arena Castelão. Os manifestantes começaram a se concentrar no quilômetro 3, da BR-116, e protesta contra a corrupção e os gastos excessivos com a realização da Copa do Mundo.

O protesto furou uma das barreiras policiais feitas por PMs a cerca de 3 km do estádio Castelão no início da tarde desta quarta-feira (19).  Uma viatura da Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) foi incendiada e o jornalista Pedro Rocha foi atingido no olho por uma bala de borracha. Não há informações oficiais sobre feridos.

Compartilhe