63449

Incêndio atinge Expominas, maior centro de convenções de BH

Um incêndio atingiu parte do Expominas, no bairro Gameleira, Região Oeste de Belo Horizonte, na tarde desta sexta-feira (17). Às 12h44, uma fumaça intensa e escura podia ser vista saindo de um galpão do centro de eventos e exposições. As chamas estavam controladas às 14h30, segundo o Corpo de Bombeiros. Não há feridos.

De acordo com a Superintendência de Imprensa do Governo de Minas Gerais, os bombeiros tiveram dificuldades para entrar no local por causa do intenso calor, da fumaça densa e do risco de desabamento do teto. Um militar no local contou que três equipes com quatro integrantes cada entraram no prédio após uma vistoria, que descartou o risco de queda.

Ainda segundo o militar, o incêndio destruiu o forro do telhado da arena de eventos, formado de fibra de vidro e gesso, mas, aparentemente, não há danos estruturais do prédio. Ainda não há informações sobre feridos. No horário, não havia nenhum evento sendo realizado no local.

O capitão Frederico Pascoal, do Corpo de Bombeiros, disse que o fogo começou por volta das 12h, e às 14h40 era feito o rescaldo do prédio. No momento do incêndio, não havia ninguém no prédio. Quatro trabalhadores que fazem uma obra no local estavam em horário de almoço. Ao todo, 15 carros e 47 militares foram mobilizados.

Leonardo Couto, representante da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), proprietária do Expominas, disse que toda a documentação e alvará de funcionamento do centro de exposições está em dia. Ele também falou que a causa do incêndio ainda é desconhecida, e será apurada pela perícia da Polícia Civil.

O coronel Luiz Carlos Martins, chefe do Gabinete Militar do governo, disse à imprensa no local que o governador Antonio Anastasia deve ir ao Expominas neste sábado para acompanhar as investigações.

A área atingida é uma arena de eventos com cerca de 2,5 mil metros quadrados de área e capacidade para 2 mil pessoas. No local, há um palco, com fosso de orquestra, bar e área livre, de acordo com a Companhia Mineira de Promoções (Prominas), que administra o espaço. A arena tem ainda três mezaninos e é usada para congressos e palestras.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email