45473

Homem suspeito de matar policial militar a tiros é preso em Cuiabá

Um homem suspeito de ter assassinado um policial militar se apresentou à Polícia Civil nesta quinta-feira (26), em Cuiabá. De acordo com informações da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o crime ocorreu em janeiro deste ano durante um assalto em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. O policial Wilson de Campos tinha 30 anos, era casado e atuava na Ronda Ostensiva Tático Móvel (Rotam).

Ao G1, o delegado que ouviu o depoimento do suspeito, Walfrido Franklin do Nascimento, disse que o homem assumiu ter assassinado Wilson. “O inquérito já tinha sido concluído e ocorreu essa apresentação espontânea dele, mesmo com prisão decretada pela Justiça”, contou em entrevista.

No processo que tramita pela Sexta Vara Criminal de Cuiabá, cinco pessoas são citadas por terem participado do crime. Delas, um é adolescente que já teria sido morto recentemente. Segundo denúncia do Ministério Público, o crime ocorreu na noite do dia 20 de janeiro.

Na ocasião, dois assaltantes abordaram a vítima que estava em uma motocicleta. O policial trafegava em uma avenida do Bairro Vila Arthur, quando dois dos suspeitos armados o abordaram. O PM estava de folga e tinha uma pistola ponto 40 da cintura.

“Ele [o suspeito] disse que não sabia que a vítima era policial. Eles queriam a moto dele e os pertences. O suspeito também confessou que, quando ele viu que a vítima estava armada, houve uma briga e tomaram a arma dele”, completou o delegado.

Desarmado, Wilson tentou fugir a pé e foi atingido com quatro tiros pelas costas, efetuados pela arma que lhe pertencia. Ele chegou a ser encaminhado para ao Pronto Socorro Municipal de Várzea Grande (PSMVG) mas morreu na unidade.

O suspeito foi encaminhado para a sede da Polícia Interestadual de Mato Grosso (Polinter). Os outros integrantes citados no processo já estão presos em uma unidade de Várzea Grande.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email