47597

Corpo de ex-deputado federal vítima de câncer é velado em Cuiabá

Desde a madrugada desta segunda-feira (21), familiares e amigos do ex-deputado federal de Mato Grosso, Homero Pereira, dão último adeus ao parlamentar, que morreu neste domingo (20) aos 58 anos vítima de câncer. O velório acontece no auditório Alzira Bernandes de Ávila, no prédio da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), instituição a qual ele presidiu e por meio de onde ingressou na vida pública. O sepultamento está previsto para às 15h desta segunda-feira.

Muitas autoridades políticas já passaram pelo velório do parlamentar, que era defensor dos interesses do agronegócio no Congresso Nacional. Homero havia renunciado ao cargo e anunciado aposentadoria no mês passado, há 25 dias da morte. Ele disse ter tomado a decisão por recomendação médica, já que precisava se dedicar integralmente ao tratamento contra um câncer que teria iniciado no estômago e depois afetado outros órgãos.

Por conta do falecimento do ex-deputado, o prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, decretou luto oficial de três dias na capital. “O prefeito expressa condolências a todos os seus familiares e amigos por sua perda, e decreta luto oficial de três dias no município de Cuiabá”, diz trecho da nota emitida pelo prefeito.

Em nota, o governador do estado Silval Barbosa também manifestou pesar pela morte do parlamentar. “Homero Pereira marcou sua vida com uma extensa folha de serviços prestados à sociedade mato-grossense, destacou.

Homero estava internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, quando faleceu. A doença foi descoberta no início do ano e já em fevereiro ele se licenciou da atuação no Congresso para tratar do tumor.

Durante o tratamento, ele teve de passar por uma cirurgia de retirada integral do estômago, órgão afetado pelo tumor. A doença havia sido descoberta num exame médico de rotina, mas não havia sido a primeira vez que Homero teve de enfrentar a doença. Há cerca de 20 anos antes ele já havia se submetido a um tratamento de câncer na garganta.

Após a retirada do estômago em junho deste ano, as funções do órgão passaram a ser desempenhadas com parte reconstruída do tecido do duodeno (localizado logo abaixo do estômago, ligado ao intestino) e a dieta do parlamentar teve de ser radicalmente transformada.

Homero era líder da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), a maior bancada do Congesso Nacional. Era produtor rural e técnico agropecuário. Ele ingressou na política após presidir a Famato. Foi eleito deputado federal pela primeira vez em 2006, quando obteve mais de 100 mil votos. Na eleição seguinte, conquistou um segundo mandato com 112.421 mil votos.

Na Câmara Federal, Homero atuou junto à Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Capadr) e do Meio Ambiente (CMA), ocupando também o posto de coordenador da bancada federal do estado e líder da FPA.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email